Pin It

Marketing Digital: O Que é, Como Fazer E Quais As Melhores Estratégias

Marketing digital são ações de comunicação que as empresas podem utilizar por meio da internet, da telefonia celular e outros meios digitais, para assim divulgar e comercializar seus produtos ou serviços, conquistando novos clientes e melhorando a sua rede de relacionamentos.

 

Neste artigo, eu vou te mostrar tudo sobre marketing digital, desde seu nascimento, estratégias e exemplos de onde o marketing digital é usado para que você possa ganhar dinheiro na internet.

 

Lembrando, se você tem alguma dúvida sobre marketing digital, deixe seu comentário abaixo!

 

Conteúdo

O Que é Marketing Digital?

A implementação do marketing digital no mundo, mudou a forma com que nos relacionamos com o mercado, marcas e produtos.

 

Não sei se você sabe, mas… O termo marketing digital começou a ser mais conhecido no começo na transição do antigo século para o atual, mais precisamente no ano de 2000.

 

Atualmente, o e-commerce e a venda de cursos online movimentam bilhões de reais por ano. O maior influenciador desse crescimento, se deve ao avanço e aplicação de técnicas de marketing digital.

 

Mas o primeiro uso do marketing digital foi a muito tempo atrás, antes mesmo do século 20.

 

O primeiro uso do marketing digital foi feito por Giglielmo Marconi, com o uso do rádio.

Giglielmo Marconi
Foto de Giglielmo Marconi.

Na verdade, Giglielmo marconi não era um profissional do marketing digital, ele era um físico.

 

Então, em 1896, ele foi a primeira pessoa no mundo a fazer uma transmissão de rádio no mundo.

 

Giglielmo Marconi, quem criou o famoso rádio.

 

A primeira demonstração do produto criado por ele foi realizada na Inglaterra, era uma transmissão feita em código morse, onde a informação transmitida passava pelo mar sem necessidade de cabos.

 

Depois de uma década (10 anos), o rádio começava a alcançar a grande massa consumidora, gerando uma grande audiência e abrindo os olhos das empresas como um meio para divulgar seus produtos e serviços.

 

A primeira transmissão oficial ao vivo de rádio foi feita de uma ópera em Nova York no Museu Metropolitano De Arte.

 

Depois da transmissão da ópera, o número de pessoas que compraram ingressos para óperas aumentaram.

 

Foi assim que nasceu o marketing digital.

 

O rádio foi o meio digital para divulgação.

 

Eu sei que não foi o primeiro anúncio de ppc (pago por clique), mas quero que você entenda, o intuito do marketing é fazer uma movimentação de mercado, e usar o meio digital de divulgação de um para muitos, que não é presencial, diferente do modelo antigo, de um para um, batendo de porta em porta.

 

O marketing digital não é feito apenas com computadores, atualmente, até uma geladeira possui algumas funções que os computadores possuem.

 

Não citei também os Smartphones, Smartwatches, apps, anúncios no Facebook e Instagram ou Blogs, todos não tem relação nenhuma relação com marketing digital.

 

Não sabe o por que? Porque o marketing digital ultrapassa as barreiras da internet.

 

Vejo que muitas pessoas que pretendem entrar no marketing digital possuem uma definição falha sobre ele. Por isso, se você ainda não sabe a definição correta de marketing digital, vou resumir abaixo.

 

A definição atualizada no Wikipedia sobre marketing digital é:

 

Definição: Marketing digital engloba a prática de promover produtos ou serviços pela utilização de canais de distribuição eletrônicos, para então chegar aos consumidores rapidamente de forma relevante, personalizada e com mais eficiência.

 

Se você ainda não entendeu, vou resumir, espero que você não esqueça dessa definição rsrs.

 

O marketing digital é um conjunto de técnicas e estratégias com o único intuito de ganhar dinheiro na internet e fora dela para empresas, afiliados e pessoas.

 

Agora você já sabe a definição e qual o intuito do marketing digital.

 

Com o decorrer dos dias, diversas empresas estão observando o potencial deste mercado e entrando nela. Já outras, nascem a partir dela.

 

Diferente do modelo antigo de marketing, esse modelo online é aberto para todas as empresas e pessoas, além de ser mais barato e maior potencial de crescimento.

 

Ele pode ser implementado por qualquer pessoa, marca ou empresa,  independente de com ou sem investimento.

 

Por isso, esqueça a ideia de que o marketing digital é apenas anúncios no Facebook ads, Google ads ou remarketing, ele é além disso.

 

Qual o Significado De Marketing Digital

 

É inegável que os aparelhos eletrônicos estão ligados ao marketing digital, onde eles são usados como meio de comprar, vender ou divulgar um produto, serviço ou marca, cada rede social, cada canal, cada mídia, possui sua característica.

 

Fazer um anúncio de vendas no YouTube é totalmente diferente de um blog e vice-versa.

 

Mesmo atualmente cada plataforma possuindo uma integração entre elas, como foco no mesmo objetivo central, você deve se atentar sobre o significado de cada plataforma de vendas dentro do marketing digital.

 

Vender através da televisão é totalmente diferente da internet , que é totalmente diferente de vender pelo rádio.

 

O intuito dessas plataformas é vender, mas saber como vender é uma história totalmente diferente.

 

Saber usar as ferramentas que cada plataforma possui para vender, além de saber identificar os desejos e sentimentos do público, vai significar se você é um bom vendedor ou não.

 

É importante que você saiba o significado do marketing digital, mas saber a diferença de cada plataforma  e saber utiliza-las ao seu favor tem um peso maior.

 

Muitos acham que o marketing digital é simples, mas na realidade, não é.

 

O conceito de marketing digital engloba diversos assuntos que fazem relação e que são atualizados constantemente, ou seja, ele é o motor e os assuntos relacionados são o suporte que por algum motivo ficam desgastados e precisam ser atualizados por peças novas e melhores.

 

Resumindo, o marketing digital é dinâmico e sofre atualizações constantes de estratégias, técnicas, ferramentas, públicos, canais, etc. 

 

A empresa, marca e afiliado que trabalha com marketing digital deve sempre estar atualizado, trabalhando de modo que crie relevância para seu cliente.

 

A definição simplificada de marketing digital é: um meio dinâmico que possibilita a comunicação com possíveis clientes utilizando a internet, andando conforme as tendências e novidades tecnológicas.

 

O Surgimento Do Marketing digital Moderno

 O Surgimento Do Marketing digital Moderno
O Surgimento Do Marketing digital Moderno por meio da internet. Fundo vetor criado por freepik – br.freepik.com

 

Como você leu, o marketing começou com o rádio, mas é inegável que a internet impulsionou o marketing digital.

 

A internet apareceu no século 20 em 1960, e foi a grande responsável pelo crescimento gigantesco do marketing digital.

 

Mas foi no fim do século entre 1990 e 2000 que ela começou a se popularizar pelo mundo inteiro, e o marketing digital também cresceu junto.

 

Naquele época que começaram a surgir as primeiras redes sociais, blogs, sites e alguns e-commerces, porque começaram a ver o potencial deste meio eletrônico.

 

E para que esses sites ganhassem visitantes, naquele época foram feitos os primeiros buscadores que são conhecidos até hoje, como o MSN, Yahoo, AOL e Altavista.

 

Eles eram buscadores totalmente arcaicos, nada comparado com Google e Bing atualmente.

 

Além disso, naquela época foi criado as primeiras formas de contato com o cliente, o e-mail marketing, já que os usuários começaram a possuir e-mails para contato.

 

Mas a verdadeira revolução no marketing digital foi no começo do século 21, com a redes sociais crescendo em números de usuários e o buscador do Google sendo utilizado por diversas pessoas.

 

Atualmente, o marketing digital ainda evolui cada vez mais e com um único intuito: fazer com que os clientes cheguem até o produto, marca ou empresa, não a empresa ir até o cliente.

 

Qual a Importância Do Marketing Digital

Qual a Importância Do Marketing Digital
Qual a Importância Do Marketing Digital. Negócio foto criado por tirachardz – br.freepik.com

 

Sabe aquelas placas de anúncios nas margens das estradas?

 

Então, como disse anteriormente, o marketing digital sofre mudança repentinas, ou seja, estratégias antigas são abandonadas por novas.

 

Com os anúncios na margens das estradas (outdoors) não é diferente, esse meio de anúncio fez muitas empresas perderem dinheiro, e com o tempo foram abandonando o investimento este tipo de anúncio.

 

Beleza, mas por que? Veja a imagem abaixo e tire sua própria conclusão do por que a estratégia de anúncios em outdoors na margem da estrada não funciona mais e não funcionará no futuro.

 

O marketing digital com carros autonomo
O marketing digital com carro autônomo. Fundo vetor criado por vectorpouch – br.freepik.com

Como visto na imagem, a atenção total não está na estrada, e sim no dispositivo que está nas mãos do passageiro.

 

Pode parecer que isto ainda não é a realidade, mas estamos prestes a chegar na 4° revolução industrial.

 

Onde maquinas em geral serão autônomas, e os carros já estão sofrendo tais mudanças.

 

Não existirá motorista, apenas passageiros, não necessitando prestar atenção para conduzir o veículo.

 

Como resultado, as pessoas ficarão com seus smartphones em mãos enquanto o carro dirige de forma autônoma.

 

Atualmente, somente o motorista presta atenção para conduzir, os passageiros estão prestando atenção no celular.

 

Por isso, a estratégia de anúncios em outdoors não fazem mais sentido e pode trazer prejuízos, já que as pessoas não estão prestando atenção neles.

 

Além disso, atualmente nem mesmo os motoristas estão olhando para a rua, estão com o celular na mão.

 

Por conta disso, além de ser uma infração de trânsito e ocasionar diversos acidentes, os outdoors passam despercebidos. 

 

E ai está a importância do marketing digital, a empresa precisa se atualizar constantemente e utilizar os meios digitais onde a população presta mais atenção.

 

Vantagens Do Marketing Digital

Vou fazer uma pergunta o quanto fácil e óbvia, quantas pessoas que possuem celular você conhece?

 

Não precisa nem responder, sei que a resposta foi que todos a sua volta possuem celular e utilizam eles.

 

O mundo digital está a nossa volta, e todos estão conectados.

 

Como as pessoas que estão a nossa volta possuem algum smartphone e estão conectadas na internet, o marketing digital acaba alcançando elas também.

 

O total de pessoas conectadas a internet é hoje o número de pessoas a serem alcançadas pelo marketing digital pelo mundo inteiro.

 

O marketing digital é uma ferramenta que traz diversas possibilidades e vantagens sobre o marketing comum.

 

As vantagens não são apenas para grandes empresas com um alto poder de investimento, micro e pequenas empresas também são beneficiadas.

 

Além disso, o cliente também ganha vantagens, uma delas é a velocidade ao acesso sobre um produto, serviço ou informação.

 

Veja abaixo algumas das vantagens:

 

1. Custo

 

Não tenho dúvidas de que o marketing digital é muito melhor que o marketing comum.

 

Ele é mais barato e possui um retorno sobre investimento (ROI) muito melhor.

 

Essa é uma estratégia que é muito utilizada por muitos afiliados ou produtores que possuem algum interesse em começar a investir no marketing digital.

 

Comparando com o marketing comum, o valor que é necessário para investir é muito inferior, além de oferecer um direcionamento mais aprimorado de público alvo.

 

Não quer dizer que o marketing digital traz melhores resultados sobre o marketing comum que pode ser feito de qualquer jeito.

 

Se for feito sem um planejamento, você terá prejuízo. Agora, se você fazer um planejamento e utilizar estratégias avançadas de conversão, é quase certo que o investimento terá um retorno.

 

Por isso que muitas empresas contratam agências de marketing para capturar todos os dados necessários, trabalhar no SEO e redação.

 

Porque eles não querem dar um tiro no escuro, ele querem ter resultados previstos.

 

E quando analisado e aplicado as melhores estratégias, o valor investido sobre tais informações se transforma em resultados gigantescos e o valor investido é insignificante.

 

2. Implementação

 

Um projeto recém criado pode alcançar resultados imediatos.

 

Diversas ferramentas são aprimoradas constantemente para entregar diversas informações importantes para que a empresa ou pessoa que trabalhe com marketing digital alcance sempre os melhores resultados.

 

Hoje, a internet é recheada de informações extremamente relevantes e que podem ser acessadas por qualquer profissional do marketing digital que busca por novas estratégias de implementação no seu negócio.

 

Eu mesmo, sempre busco novas informações sobre marketing digital de outras pessoas.

 

E como existem diversas formas e estratégias para serem aplicadas, é impossível implementar todas de uma só vez nos seus conteúdos.

 

Por isso que existe o planejamento, para que nada fuja do controle e te ajude a escolher a estratégia adequada.

 

Eu já fiquei confuso, mesmo sabendo qual estratégia colocar em prática.

 

A cada pensamento eu colocava barreiras e o projeto nunca sai do papel. E não eram coisas mais complexas de serem aplicadas, eram coisas simples.

 

Até que um dia eu resolvi fazer tudo, sem colocar empecilhos a minha frente.

 

Com você também não pode ser diferente, a AÇÃO te trará resultados, independente do conhecimento que você tem sobre alguma coisa.

 

É melhor feito do que no papel.

 

Faça um planejamento, e logo após, execute com consistência o projeto.

 

Use o conhecimento que você tem hoje, se não tiver, busque soluções.

 

Os resultados com o marketing digital são baseados conforme a velocidade de implementação. Podendo ter resultados rápidos ou lentos, conforme seu empenho.

 

3. Informações

 

Em uma campanha de marketing digital, muitas informações são obtidas.

 

E é através destas informações onde são escolhidas as melhores técnicas a serem aplicadas no projeto.

 

Essa informações são diversas, a maioria delas são informações de clientes, onde é capturada informações sobre comportamentos, tendências e desejos.

 

Não sei se você sabe, mas… o algorítimo do YouTube funciona deste mesmo jeito, os vídeos que aparecem para você é baseado com o que você procura.

 

Ele funciona capturando pequenas informações do seu celular ou computador sobre pesquisa, retenção e likes em vídeos.

 

Claro, esse foi só um exemplo, em outros buscadores é muito semelhante.

 

E essa deve ser uma de suas estratégias no marketing digital, que é capturar informações sobre seus clientes, mesmo que sejam pequenas.

 

Com isso, você aumentará a experiência do usuário e  sempre criará os melhores conteúdos, sempre baseados no que o usuário deseja.

 

Pode até parecer simples capturar informações sobre o usuários, mas não é nada fácil, principalmente analisar e fazer uma escolha estratégica.

 

Estamos falando de informações de diversos usuários, cada um possui uma peculiaridade em comum e em outras não, por isso que é complexo escolher a melhor estratégia para ser aplicada.

 

O uso e análise de informações é extremamente importante para uma empresa, e diversas ferramentas são atualizadas para ofereçam melhores soluções, acessíveis e de fácil entendimento.

 

4. Interatividade

 

Um dos grande motivos que o marketing digital esta substituindo os canais tradicionais, sendo mais direto, os meios offliline, é a interatividade que a marca ou empresa pode ter com o público.

 

O foco no marketing atual não é mais o produto e sim na experiência do usuário durante o processo de compra.

 

5. Direcionamento

 

Uma das qualidades do marketing digital é as empresas e marcas conseguirem fazer ações para atrair e conquistar as pessoas certas, graças ao direcionamento.

 

Resumindo, com o direcionamento é possível alcançar as pessoas certas que possuem um perfil para comprar da sua marca ou empresa.

 

Além de economizar dinheiro em campanhas, você não gasta dinheiro com pessoas que não possuem um perfil ideal de interesse para comprar os produtos e serviços da sua marca ou empresa, tudo isso é possível com o direcionamento.

 

E com o direcionamento, você passa a entender cada vez mais os desejos, interesses e dores do público, podendo fazer você ser um especialista em conquistar o publico alvo.

 

6. Aumento De Oportunidades Para As Empresas

 

Com o marketing digital, a distância entre marca ou empresa foi reduzida drasticamente com o público. Atualmente, até as pequenas empresas e pessoas que trabalham por conta, podem realizar uma campanha e atingir milhares de consumidores pelo mundo inteiro.

 

Quem ganha não é somente as empresas, os consumidores também ganham. Eles ganham o direito de conhecer melhor as empresas que mais se identificaram.

 

O mesmo para as empresas, elas conseguem conhecer melhor seus consumidores e assim melhorar seus produtos e alcançar as oportunidades de vendas em outras plataformas.

 

Como Fazer Marketing Digital? O Guia Definitivo

 

Vou te mostrar que a internet não o único modo para alcançar o sucesso no marketing digital.

 

Claro que, é inegável que o poder da internet hoje é colossal e todos aqueles que trabalham no marketing digital não podem de deixar passar esse mercado na internet.

 

Utilizar algumas técnicas de marketing fora da internet pode te ajudar ainda mais, diversificando a fonte de geração de leads.

 

Assim como o marketing digital, o marketing comum também demanda um planejamento, análise de dados, pesquisa, estratégia, AÇÃO e consistência.

 

Antes mesmo de entender o marketing digital, recomendo que você conheça o marketing comum.

 

Engana-se quem pensa que é somente fazer anúncios com um único intuito de vender um produto ou serviço. O marketing também está relacionado ao impacto que ele faz nas pessoas de modo geral.

 

Uma das características é um conjunto de técnicas e disciplinas para encontrar o público/mercado-alvo, seus interesses, desejos, e não somente a venda de produto ou serviços, mas gerar valor que agregue na vida do cliente.

 

Com isso, o conceito de marketing se expande além de um meio de divulgação produtos e serviços e passa a gerar valor não só para o cliente, também para quem produz e para o sociedade em geral.

 

O primeiro uso do marketing como um meio de divulgação comercial não existe ou é bem difícil de achar uma fonte exata do ocorrido.

 

Mas existem registros fenícios de que o marketing foi utilizado antes de cristo.

 

Onde comerciantes, produtores manufatores foram os primeiros a possuir uma rede de comercio global.

 

A invenção mais relevante no mercado antigamente relacionado ao marketing, foi a criação da prensa de tipos móveis, por Johannes Gutenberg, em 1450.

 

Prensa de Johanes Gutenberg - Marketing Digital: O Que é, Como Fazer E Quais As Melhores Estratégias
Prensa móvel de Johanes Gutenberg.

Foi a invenção da prensa móvel de Gutenberg que jornais e livros passaram a se tornar disponíveis para a população, já que o valor da impressão foi reduzido drasticamente e a velocidade de produção aumentou.

 

Como o jornal se tornou popular, logo se tornou um meio de anunciar produtos e serviços.

 

E, além dos produtores ganharem com a venda dos jornais, eles ganhavam dinheiro cedendo lugares dos jornais para anúncios de produtos e serviços de empresas.

 

Na transição do século 19 para o 20, o crescimento populacional aumentou, as empresas e o comercio evoluíram, precisando de novas fontes de renda, com a divulgação e comercialização de seus produtos.

 

Além disso, televisão, outdoors e o rádio foram inclusos no marketing dos milhares de negócios que surgiam com a evolução das grandes cidades.

 

O marketing atual, nasceu depois da segunda guerra mundial. Um novo marketing era necessário depois de duas grandes guerras.

 

Percebeu-se que depois da segunda guerra mundial, as grandes cidades com consumidores necessitavam de um novo modelo de indústria para oferecer uma restauração das cidades devastadas.

 

Por consequência, os grandes produtores começaram a competir diretamente com os menores produtores, já que a possibilidade de um alto lucro sobre a situação era alta.

 

Com isso, não bastava somente produzir, já que os consumidores poderiam escolher diversos produtos relacionados de diversas marcas e ofertas nas prateleiras.

 

Agora com o poder de escolha nas mãos, o consumidor entendeu que a qualidade era uma escolha que ele poderia fazer, podendo escolher os produtos conforme o melhor custo beneficio.

 

Nessa época, a televisão passou ser mais popular pelo mundo e o rádio se estabeleceu de vez nas casas da população e se tornaram meios eficientes de marketing de divulgação de produtos e serviços.

 

Mais para frente, o telemarketing também se tornou um ótimo meio de divulgação, já que os telefones se tornaram populares no mundo.

 

Mas, foi no fim no século 20 que o marketing evoluiu de forma surpreendente, com os computadores e celulares e a popularização da internet pelo mundo.

 

Ideias de como atingir o público se tornaram um mar sem fim. Era impossível deixar de lado o potencial que este mercado possuía, suas ferramentas, possibilidades, crescimento e outras diversas vantagens.

 

Com a crescente evolução, marketing passou a se tornar uma ciência e começou a ganhar força e atenção dentro das universidades.

 

Com isso, muitas ideologias do marketing foram criadas. Algumas se tornaram arcaicas e sem função alguma, porque tais técnicas não funcionam no cliente atual.

 

É interessante ver que o marketing é bastante dinâmico e veloz, se adaptando de forma rápida conforme a evolução da tecnologia e da sociedade.

 

Antigamente, o produto era o foco do marketing, atualmente o consumidor é o foco.

 

O foco principal se inverteu totalmente com a evolução do marketing.

 

O marketing passou por diversas fases, estamos atualmente na sua 4° versão.

 

Veja abaixo um guia resumido sobre todas as fases do marketing

 

Marketing 1.0

 

No marketing 1.0, no período industrial, os produtos não possuíam diferenças gritantes, por consequência, a concorrência entre marcas era baixa e o foco principal do marketing era direcionado ao produto.

 

Marketing 2.0

 

No marketing 2.0, o consumidor ganhou o poder de escolha, visto que os produtos possuíam diferenças, o que o deixa em uma posição favorável, pois ele pode decidir o quanto quer pagar pelo produto.

 

Marketing 3.0 

 

No marketing 3.0, inclui todos os aspectos de um ser humano, não apenas suas necessidades.

 

As pessoas não querem algo que vai apenas repor o estoque. Elas querem ter uma experiência, um conceito, algo de valor que agregue em suas vidas.

 

Marketing 4.0

 

No marketing 4.0, a efetividade, conectividade e necessidade aumenta, o tempo de interação diminui. Para o cliente, as únicas coisas que importam são a velocidade e facilidade de uso ou implementação do produto.

 

No livro de Philip Kotler “Marketing 4.0: do tradicional ao digital”. Kotler descreve como o marketing passou a integrar o digital com o físico. E como a internet torna a conectividade onipresente do consumidor, buscando facilitar sua vida como um todo.

 

O marketing 4.0 reforça a ideia de geração de valor através da geração de conteúdo, interação e relacionamento com o consumidor e como o processo de conversão de compra ainda mais pessoal.

 

De todas as formas, a ideia principal do marketing digital é baseada do marketing comum, em conceitos e estudos.

 

Para entender os principais conceitos do marketing digital, é necessário conhecer os conceitos principais do marketing comum.

 

Os 4 P’s Do Marketing Digital

Os 4 P's Do Marketing Digital
Os 4 P’s Do Marketing Digital.

 

Para que você entenda o marketing, é necessário separa-lo em partes.

 

Separar ou segmentar o mercado significa focar estratégias de marketing em nichos de mercado diferentes, fazendo com que a precisão aumente sobre o publico alvo que uma empresa deseja atingir.

 

Fazer a segmentação torna seu projeto mais eficiente.

 

A segmentação de um nicho de mercado de atuar em relação ao posicionamento de mercado, provado de ela ajuda a criação de ligações do consumidor em relação à marca.

 

Definir um posicionamento de eficiência mostra ao consumidor se o seu produto ou serviço soluciona ou em quais situações ele funciona melhor em comparação com o produto que ele já possuí.

 

A recomendação é que essas estratégias sejam projetadas andando conforme alguns conceitos fundamentais, que seja solução o problema do consumidor, que é:

 

Entregar o produto ou serviço ideal para o público alvo correto e definido, que possua um preço ideal e lucrativo para a empresa, utilizando as plataformas corretas  para que seja possível a conversa com cada tipo de público alvo, de forma a entregar o produto nas plataformas onde os concorrentes e clientes estão no momento.

 

Bom, vamos aos pilares principais, os 4ps do marketing.

 

1. Produto

 

Sem produto, acho que não existe um negócio, certo?

 

Sempre existirá e sempre existiu o comprador, produtor e o vendedor de produtos.

 

E é através da compra e venda de produtos que o mercado em geral se baseia atualmente.

 

Na vida eu tenho duas certezas, uma é que o marketing digital não esta saturado e outra é que no mundo sempre existiu a compra e venda de produtos e serviços.

 

Ou seja, você compra e eu vendo e vice e versa.

 

A definição de produto é tudo aquilo que possua algum valor, que outra pessoa que queira possuir e esteja com vontade de adquirir e pagar o valor.

 

O intuito principal do produto é satisfazer ou solucionar algum problema de algum nicho de mercado.

 

É claro que esta definição esta muito simples, a ideia evoluiu e hoje grandes marcas ou empresas conseguem gerar o desejo e necessidade em seus clientes sobre seu produto.

 

2. Preço

 

A maior dúvida sobre as empresas e comerciantes é se o valor pelos produtos são determinados corretamente. É importante levar em consideração os impostos, custos, despesas de produção e transporte (produto físico) para sua comercialização.

 

De um lado, deve-se levar em consideração fazer um preço justo para o consumidor, fazendo a venda de um produto com preço real.

 

Do outro lado, você pode estar prejudicando o mercado, com preços mais baixos que sua concorrência.

 

Esse lados sempre fazem as empresas e comerciantes pensarem duas vezes em que modo vai escolher o valor de seus produtos.

 

Além disso, ele deve pensar em outro assunto, o aumento de lucro sobre o produto que está à venda.

 

Antes de tomar uma decisão, é recomendado que faça um planejamento com metas e objetivos para alcançar a escolha dos preços.

 

Estão na mesa as possibilidade de aumento do lucro, ganhar relevância no mercado, liderar o mercado em qualidade geral, sobrevivência no negócio ou liderar com folga o mercado.

 

A melhor forma de escolher um preço é determinar a demanda pelo que esta sendo anunciado.

 

Que no caso, é utilizado técnicas que medem a quantidade e qualidade para escolher um valor estimado de vendas de um produto.

 

Além disso, existe outro modo, que é a escolha de preços com base na estimativa de custos em geral.

 

Utilizando este modo, é cobrado um valor sobre o produto com base nos custos em geral na produção.

 

Pensou que acabou? Ainda não!

 

Existe outra maneira de precificar um produto, ela é baseada analisando a concorrência e quais preços eles colocam sobre seus produtos. 

 

Com isso, você pode precificar seu produto conforme sua concorrência, sem sofrer da disparidade de preços, nem baixo ou alto o valor.

 

Dica: O preço do produto tem ligação com a percepção de valor ou serviço vendido para o público.

 

Este segundo P  é o que faz uma empresa sobreviver no mercado, é extremamente importante prestar atenção sobre como o produto é anunciado, distribuído e vendido.

 

Se sua empresa passar uma ótima primeira impressão e ganhar confiança, o cliente comprará novamente com você, independente do valor que sua concorrência vende os produtos.

 

3. Praça

 

O significado do P de praça significa a colocação que uma marca ou empresa possui no mercado.

 

A colocação significa como o consumidor entra em contato com o produto desejado. Esta relacionado do local onde é anunciado e vendido o produto.

 

Umas das formas mais simples de entender a praça é fazer algumas perguntas sobre o produto ou serviço que está a venda:

 

  • Como e onde seus concorrentes podem ser encontrados?

  • Onde o cliente pode entrar em contato com seu produto?

  • Quais são os canais de divulgação existentes atualmente?

  • Quais plataformas online que o possível cliente mais utiliza?

  • Quais meios o cliente pode entrar em contato para retirar dúvidas?

 

O planejamento e as estratégias que são são necessárias de praça são totalmente dependentes do seu seu conhecimento sobre direcionamento de público alvo.

 

Com citado no penúltimo ponto, é importante que você saiba quais plataformas online seus possíveis clientes utilizam para fazer compras pela internet e quais são as melhores para fazer a oferta.

 

No marketing digital, dois P’s podem ser utilizados em conjunto no mesmo momento, as duas são a promoção e praça. Atualmente, sendo possível anunciar um produto e vende-lo sem sair do próprio Facebook e Instagram.

 

Por isso, sempre fique ligado sobre movimentações dos canais de divulgação e em novas funcionalidades de ferramentas já estabelecidas para divulgação e venda de seus produtos.

 

A praça também possui relação com a logística do produto, com o intuito de distribuir ao consumidor.

 

Para que tudo ocorra conforme o planejado, é necessário que o sistema logístico seja eficiente, que seja de linguagem simples e direta entre cliente, fornecedor e revendedor se possuir.

 

4. Promoção

 

É inegável que a palavras “promoção” já vem em nossa mente a ideia de super cortes de preços.

 

Não sei se você pensou assim, mas… essa ideia de corte de preço não tem relação alguma com o 4° P .

 

Todos os 4ps do marketing digital devem ser utilizados em conjunto, sem isso, é bem difícil fazer a engrenagem girar a seu favor.

 

Alias, nada adianta a criação de uma promoção sem saber qual o público alvo do produto, sem ter definido um preço ideal e sem saber sobre fontes de anúncios para divulgar o produto.

 

A implementação dos 4 passos estão relacionados ao sucesso de um negócio.

 

Como citado na praça, a promoção esta ligada com a promoção, a recomendação é que você não utilize apenas a praça para divulgação de um produto, sempre utilize em conjunto a promoção.

 

Com o uso da promoção em conjunto com escassez, é gerado um desejo de aquisição por parte do consumidor.

 

No marketing digital, é extremamente importante o uso da promoção, sem ela, você perde mercado para a concorrência e pode ter a vida do negócio ameaçada.

 

As principais plataformas de anúncios como o Facebook ads, Instagram ads, Google ads e Youtube ads são mais que suficientes para um profissional do marketing digital.

 

Sabe por elas são mais que necessárias?

 

Porque a maioria das pessoas estão lá, com isso é possível alcançar um público alvo e oferecer seu produto.

 

No marketing 4.0, a promoção não é apenas divulgar informações sobre seu produto, é o relacionamento que a marca ou empresa possui com o consumidor.

 

O valor gerado sobre uma marca é baseada na forma como ela se relaciona com seus consumidores, na forma de comunicação, não somente que compra seu produto ou serviço, mas com o coração do seu público alvo atingido.

 

Como citei durante o artigo, existem diversas formas é técnicas, e esses 4 p’s  não são os únicos que existem.

 

Mas, utilizando esses quatro passos é possível ter uma noção básica de como a aplicação dela é benéfica para qualquer negócio, seja na internet ou fora dela.

 

Os 8 P’s Do Marketing Digital

 

Com a evolução tecnológica digital, o consumidor sofreu uma mudança de pensamento, fazendo o mercado se adaptar ao pensamento do consumidor.

 

O plano de ação dos 4ps ficou antiga e ineficiente com relação as novas exigências dos consumidores.

 

E para isso, o plano de ação foi atualizado e aprimorado para que ele se adeque. Com isso os 4ps evoluíram e entraram no plano de marketing digital com uma maior quantidade de definições e técnicas: os atuais 8ps do marketing digital.

 

O autor do livro os 8ps do marketing digital é brasileiro e conhecido mundialmente, o conteúdo do livro é focado no cliente. 

 

Desde a captura, pela nutrição com conteúdo, relacionamento até a conversão de venda.

 

1. Pesquisa

 

No marketing digital, a pesquisa é o inicio de qualquer projeto.

 

Utilizando a pesquisa, seja para captação de informações do público alvo, mercado, canais de divulgação. O profissional do marketing digital pode evoluir o projeto do planejamento, utilizando as informações para escolher a melhor estratégia.

 

O inbound marketing trás diversas possibilidades, ele possui milhares de ferramentas para auxiliar no marketing digital na captação de dados, com métricas especificas sobre cada área no negócio, produto e público.

 

Com dados corretos, quem trabalha na área pode basear seu plano de ações baseadas com as informações obtidas para que ele encontre o público alvo sem erros.

 

Na pesquisa, o foco ainda não é a venda, e sim  obter informações sobre o mercado, público, analisar concorrentes e quem sabe, definir o nicho em que seu negócio entrará o mercado.

 

2. Planejamento

 

No planejamento que você juntará todas as informações obtidas na pesquisa.

 

Essa fase é a que você definirá as ferramentas necessárias, objetivos e metas a cumprir.

 

Definir um planejamento é extremamente importante para a vida de um negócio.

 

Um grande erro que muitos cometem e que eu também cometi, foi ter pressa para conseguir os primeiros resultados e deixar o planejamento de lado.

 

Sem um planejamento finalizado, os resultados previstos são bem menores se ele for feito com pressa.

 

Há quem pense que o planejamento é algo fácil de se fazer, mas na verdade é um pouco complexo e demanda paciência e tempo para tomar as melhores decisões.

 

Por isso que poucas pessoas fazem e muitas deixam de lado e tentam procurar uma forma mais fácil de criar um projeto.

 

É inegável que a sensação de criação de um negócio pela internet é algo “simples”, mas essa é apenas uma falsa sensação de facilidade. muitos acham que é necessário apenas assistir um tutorial no Youtube para se tornar um profissional no marketing digital.

 

Para esses que pensam e falam que é “fácil” empreender na internet, fica uma dica: sem planejamento análise de dados, seu negócio não sobrevive por muito tempo.

 

Conheça o mercado em que você entrará com seu negócio. Análise todos os números por mais que sejam de coisas irrelevantes e analise seu blog/site e páginas pelas redes sociais.

 

Procure pelo número de visitantes mensais, semestrais e anuais nos seus canais de comunicação.

 

Compare as métricas anteriores em relação a atual e trace uma meta de médio/longo prazo.

 

Veja a porcentagem de pessoas que entraram para sua lista de e-mail e se tornaram compradores nos últimos meses.

 

Com estas informações, você pode encontrar o que funciona, o que não funciona e onde é possível melhorar.

 

Depois disso, é criada mais um elemento necessário para que você atinja suas metas e objetivos, sendo necessário a criação de um cronograma, guardando informações sobre todos os projetos e como foram implementados no mercado.

 

3. Produção

Produção
Produção. Projeto vetor criado por freepik – br.freepik.com

 

Nessa fase, é muito importante que você saiba onde esta seu público alvo.

 

Atualmente, é muito fácil e simples criar um página para sua loja ou empresa, seja no Facebook, Instagram, Youtube, Twitter, Snapchat, Linkedin e WhatsApp, mas existem algumas que não fazem sentido serem usadas na sua estratégia.

 

Por exemplo: Se seu público alvo estiver usando apenas as redes sociais mais famosas como Facebook, Instagram e Youtube, não faz sentido utilizar outras plataformas onde seu público alvo não esta, como o Linkedin, Snapchat, Twitter e etc.

 

Não estou dizendo que essas plataformas são ruins para realizar vendas de produtos, estou explicando que, você deve anunciar os produtos nas plataformas onde o público alvo mais utiliza no dia a dia.

 

Depois que você já fez a pesquisa e o planejamento de ação, você já sabe quais as melhores redes sociais para fazer uma divulgação para atingir o público alvo.

 

A produção de conteúdo deve sempre andar conforme a linguagem do público alvo e deve ser divulgada em lugares onde eles estão no momento.

 

Até porque não adianta distribuir conteúdos no Pinterest se o público alvo não está lá e provavelmente nem sabe da existência dessa plataforma.

 

Se por exemplo o seu público alvo estiver usando o Pinterest, fazer apenas uma postagem por semana não adiantará muita coisa, até porque você cairá no esquecimento.

 

É na pesquisa onde você recolherá todos os números sobre a quantidade de pessoas que utilizam as diferentes redes sociais.

 

Além disso, é no planejamento também que você deve saber como utilizar as ferramentas da plataforma escolhida. Saber utilizar todos os recursos da plataforma escolhida pode te auxiliar a atingir o público alvo mais facilmente.

 

Produção é uma ação. Por isso, procure aprender como funcionam todas as plataformas de anúncios e projete seu funil de vendas.

 

Com a pesquisa, você pode definir um funil de vendas mais assertivo e persuasivo, já que você conhece seu cliente e o que ele deseja.

 

4. Publicação

 

Se você gera conteúdo e tem a intenção de fazer vendas pela internet, chegou a hora de colocar na internet. Até porque não adianta deixar todos os conteúdos escondidos na hospedagem.

 

Não faz muito tempo que quando se falava em “publicação”, as pessoas imediatamente já pensavam em grande máquinas imprimindo folhas de jornais e revistas.

 

Era a ação de produzir o conteúdo escrito e produzido em grande escala para ser distribuído para a população.

 

O mesmo processo ocorre na internet.

 

É feito um planejamento e pesquisa para que seja feito o melhor conteúdo para sua audiência, que resolva os problemas dele.

 

Quando você escolhe se será criado um site/blog, um canal de videos no YouTube ou páginas nas redes sociais, você escolherá a melhor plataforma conforme o seu público alvo, quais plataformas serão utilizadas para publicação.

 

Se você decidir utilizar um blog/site para publicação de conteúdo, é extremamente importante que você saiba sobre otimização para SEO (Search Engine Optimization) – Otimização para mecanismos de busca.

 

A otimização para SEO resumindo, são ações que você faz no seu blog/site para que seu conteúdo apareça na primeira página de busca no Google, que seja relevante para o usuário, com base na palavra chave ou assunto pesquisado.

 

Para qualquer pessoa ou empresa que deseja trabalhar com marketing digital, é uma regra aprender técnicas de SEO para conquistar o sucesso no negócio online.

 

Por isso, estude e se aprofunde em técnicas de SEO. Ele é responsável pela geração de tráfego para seu negócio na internet para vender mais.

 

Diferente do tráfego pago, a geração de tráfego com otimização de SEO não é necessário um investimento para conseguir divulgar e vender.

 

Sempre que você for criar um conteúdo novo no seu blog/site, aplique as estratégias de SEO e pode ter certeza que num médio/longo prazo, essa otimização fará seu blog/site receber um tráfego orgânico maior.

 

5. Promoção

 

Onde seu público alvo está? No Google fazendo buscas ou no Yahoo? Em qual rede social eles mais usam? Será que vale a pena investir no Linkedin ads?

 

A verdade é que não existe respostas exatas para essas perguntas.

 

Tudo que é relacionado ao marketing digital possui diversas variáveis. 

 

Na promoção, o meio em que você definirá a plataforma para divulgar seus conteúdos para atrair mais clientes, dependerá de diversas variáveis.

 

Suas campanhas e estratégias de Facebook ads, Google ads ou em outras plataformas de anúncios, devem ser criadas e colocadas em prática aqui, na promoção.

 

É muito importante utilizar técnicas de SEM (Marketing para mecanismos de busca), anúncios de links patrocinados e compra de anúncios com formato de banners em espaços de blogs, sites e nas redes sociais.

 

Além de se preocupar com a divulgação do produto em P, fique atento a qualidade do conteúdo.

 

Sempre fique atento as mudanças de comportamento do seu público alvo e faça alterações nos anúncios conforme a mudança de comportamento.

 

6. Propagação

O conceito de propagação nada mais é que a viralização do conteúdo, marca ou produto pela internet.

 

A propagação é o alcance orgânico do que você compartilhou. É com a propagação que o seu público alvo interage, comenta e compartilha seu produto ou marca, alcançando outros possíveis compradores.

 

Não existe um método exato para conseguir viralizar um conteúdo nas redes sociais.

 

Eu sei que, o estudo, estratégias e planejamento farão que seu conteúdo alcance a meta proposta, conquistando resultados que você já esperava.

 

Busque produzir conteúdos que agreguem valor a sua audiência e que façam com que eles se convertam em compradores. Esse deve ser o seu intuito principal.

 

Conseguir diversos likes, comentários e compartilhamentos por compartilhar um meme em conjunto com seu produto e não conseguir vender, é considerado um fracasso de campanha de anúncio.

 

7. Personalização

 

Depois que você já fez o planejamento e sua campanha já esta dando resultados.

 

Novos clientes entrarão na sua lista de e-mail, compraram diretamente ou entrarão em contato para retirar dúvidas sobre o produto.

 

Com isso, muitas pessoas começaram a entrar em contato diretamente com você, mas você está preparado para atender todas essas pessoas?

 

Agora que o público possui um poder maior sobre informações sobre os produtos da concorrência e o seu produto. Ele pode escolher fazer uma comparação detalhista e decidir comprar o que mais lhe convém ou que entregue um melhor custo beneficio. Tudo isso sem precisar sair de casa.

 

Por isso, você ou sua empresa deve estar disposta a atender todas as perguntas e dúvidas sobre seu produto.

 

E como solução para este problema, existem as ferramentas os auto-responders.

 

Programar algumas perguntas frequentes que os consumidores fazem e que solucione o problema, é muito importante. Até porque esse pode ser um divisor de águas para o sucesso do seu negócio na campanha do produto.

 

 A maioria das pessoas já sabem perceber quando é um auto-responder conversando com ela. Mas esse não é um problema.

 

O problema é que as pessoas não gostam que pareça que é uma mensagem já programada.

 

As pessoas não querem saber se é um auto-responder ou uma pessoa respondendo, elas querem que seja uma comunicação mais pessoal na sua linguagem e que a informação resolva o problema.

 

Uma dica é, faça uma pesquisa e procure saber quais são as principais objeções e dúvidas que seus clientes possuem, a partir disso, programe o auto-responder para responder essas questões baseadas em palavras-chaves.

 

8. Precisão

 

É praticamente impossível saber se uma campanha de marketing digital será totalmente eficiente, acompanhando todos os passos dos 8ps do marketing digital, e que geram bons resultados.

 

Por isso, esteja preparado para escolher decisões assertivas e rápidas, para decidir se é um momento para parar a continuação da campanha ou não.

 

Como citado na personalização, é muito importante que as informações e métricas exibam como a sua campanha está atingindo ou não seu público alvo.

 

Com a experiência dessa campanha, você pode levar como aprendizado para a próximo projeto. Contanto que você siga novamente o conceito e coloque em prática.

 

Até porque, não faz sentido persistir no erro, mas ele serve de aprendizado para que no próximo projeto não seja cometido e com isso implementar o correto e alcançar maiores resultados.

 

Os Principais Conceitos De Marketing Digital

 

Assim como em toda área profissional possui seus sub-assuntos, o marketing digital também possui. Por isso, vou citar cada conceito que o marketing digital possui.

 

Persona

 

Diferente das estratégias do marketing comum, o marketing digital funciona com o conceito de personas, que são comportamentos semi-fictícios com base nos perfis dos consumidores reais, e que representam o possível comprador. 

 

Com isso, você consegue criar campanhas mais eficientes e segmentadas e direcionadas as pessoas certas, economizando dinheiro e tempo.

 

Lead

 

Os leads são são seus potenciais compradores. São pessoas que estão em sua lista de contato que, através de uma aplicação da estratégia de inbound marketing, deixaram seus e-mails, nomes ou números para que você consiga saber quais pessoas possuem mais interesse em algum produto que você divulga e nutri-los com conteúdos que agreguem valor até que eles fiquem aptos a comprar.

 

Funil De Vendas

 

O funil de vendas é mais conhecido como jornada do consumidor , onde os consumidores passam por processos até a compra,  que vai desde o reconhecimento do problema, pelo desejo de solução até a decisão de compra.

 

CRM

 

A sigla CRM significa Customer Relationship Management, em português é Gerenciamento de Relacionamento com o Cliente, ele é um software responsável pelo gerenciamento do relacionamento de uma marca ou empresa com seus possíveis compradores.

 

Esta ferramenta disponibiliza diversas funcionalidades, algumas delas são: armazenamento de informações, cadastro de novos clientes, preferências e últimos contatos com sua marca ou empresa e controle de acompanhamentos.

 

Landing Pages De Captura

 

Como a última palavra diz, as landing pages são páginas de captura de novos leads, com o objetivo de conversão.

 

A principal ideia das landing pages de captura é oferecer um conteúdo e em troca os visitantes precisam colocar seus dados de contato para receber o conteúdo, e com isso o visitantes se tornam leads.

 

SEO

 

Como já citado durante o artigo, a otimização de conteúdo para os mecanismos de busca em SEO no seu blog/site é muito importante.

 

Com a otimização, ela contribui para que suas páginas e conteúdos, fiquem melhores ranqueadas nos resultados de busca, te auxiliando a você cumprir exigências das plataformas de pesquisa.

 

CMS

 

A sigla CMS significa Content Management System, em português é Sistema de gerenciamento de conteúdo, ela é uma ferramenta que disponibiliza a função de produção, edição e publicação de conteúdos pela internet, sem precisar ao menos saber sobre termos técnicos de programação. 

 

Utilizando o CMS, é possível criar site, blogs e diversas outras coisas de maneira simples e fácil. O WordPress é uma plataforma baseada em CMS.

 

CTA

 

A sigla CTA significa Call-to-Actions, em português é Apelos a Ação, as ctas nada mais são que botões com chamadas para ação que os usuários devem seguir para ir à alguma página, para uma sequência do funil de vendas e cheguem ao ápice da engrenagem para estarem prontos para a compra do produto.

 

Fluxo De Nutrição

 

O fluxo de nutrição pode ser automatizado, onde uma ação do usuário ativa certa função já programada e depois uma sequência de mensagens são enviadas.

 

Uma das formas mais usadas são nos e-mails, onde o usuário é capturado por alguma landing page e logo após é iniciando uma sequência de mensagens programadas em plataformas de e-mail marketing.

 

Qual a Melhor Estratégia De Marketing Digital?

Qual a Melhor Estratégia De Marketing Digital
Qual a Melhor Estratégia De Marketing Digital. Cartão de visita foto criado por rawpixel.com – br.freepik.com

 

Abaixo, listarei todas as melhores estratégias e maneiras de aplicação do marketing digital online, veja:

 

  1. Inbound marketing;

  2. Marketing de conteúdo;

  3. Marketing em redes sociais;

  4. E-mail marketing;

  5. Otimização para mecanismos de busca (SEO);

  6. Marketing para mecanismos de busca (SEM);

  7. Marketing de afiliados;

  8. Gestão de leads;

  9. Automação;

  10. Otimização de conversão (CRO);

  11. Outras plataformas (Podcast, aplicativos e postagem de conteúdos em blogs de parceiros);

  12. Publicação de conteúdos em blogs e sites de terceiros.

 

Inbound Marketing

 

A definição de inbound marketing é: criar uma atração. O intuito do do inbound marketing é ser encontrado pelo público, nunca ao contrário.

 

Com o inbound marketing, as empresas passam a entender a dores, desejos e necessidades dos consumidores e, somente depois, gerar uma comunicação com esses consumidores, com o intuito de oferecer uma solução para suas dores, desejos e necessidades.

 

Atualmente, a internet possui diversas ferramentas para pesquisas, para saber os interesses das pessoas e publicar conteúdos baseados nisso para resolver os problemas delas.

 

Quando é praticado com consistência, você automaticamente ganha seguidores, criando a possibilidade de uma comunicação mais próxima e constante.

 

Resumindo, a empresa conversa com seus seguidores, não envia apenas mensagens por e-mail com um auto-responder.

 

Com isso, suas publicações de novos conteúdos passam a ser mais consumidas por cada vez mais pessoas. Pela conversa, a empresa aprende e entende os interesses do seu público cada vez mais para não deixar que seu público não vá buscar a solução na concorrência.

 

Hoje, uma das melhores formas para atrair o público é com a geração de conteúdo relevante e informativo que solucione os problemas do público.

 

O nome geração de conteúdo também pode ser chamado de marketing de conteúdo, onde abordarei a seguir.

 

O Marketing De Conteúdo

 

Diariamente, milhares de pessoas buscam por soluções pela internet, e o primeiro passo que as pessoas tomam é primeiro ir nos principais buscadores, que são o Google e Bing.

 

O objetivo principal do marketing de conteúdo é o posicionamento da empresa ou marca no local e momento certo da jornada de compra para no final do processo oferecer a solução do problema.

 

Resumindo, o marketing de conteúdo nada mais é que o processo de geração de materiais informativos de relevância, com o objetivo de atrair, converter o consumidor em comprador e fazer o mesmo sair o ponto A ao B.

 

Saiba que, se implementado em um negócio o modelo de marketing de conteúdo, os acessos ao site/blog da empresa aumentá drasticamente.

 

E não é apenas o ganho em número de acessos, ele pode trazer alguns benefícios, como o reconhecimento, confiança e autoridade sobre o assunto neste nicho de mercado.

 

Para que isso ocorra, é necessário divulgar seus conteúdos em lugares na internet para que seu público alvo possa ver.

 

Existem diversas formas de alcançar o público com diferentes canais de conteúdo. Veja abaixo os melhores canais:

 

Blog De Conteúdo

 

No marketing de conteúdo, o blog é a ferramenta mais usada para a criação e divulgação de conteúdos na internet.

 

Ele é um canal de comunicação que você possui direto com seu público, retirando as interferências e distrações que outras canais possuem.

 

Resumindo, o público que visitar seu blog não será distraído com outras informações na tela, e o melhor, você tem a escolha de publicar conteúdos sobre e na hora que quiser.

 

Blogs baseados em CMS, como o WordPress, são muito fáceis de serem administrados, otimizando o tempo das pequenas e grandes empresas que possuem um setor de marketing.

 

Além disso, o blog também é usado para melhorar seu ranqueamento nos mecanismos de busca, como o Google e Bing. Aumentando o tráfego no seu negócio de pessoas segmentadas.

 

Se você não quiser criar um blog tendo que pagar por registro e hospedagem, existem as opções gratuitas para a criação de um, as melhores que existem são a WordPress e Blogger.

 

O problema é que esses domínios não são próprios e possuem um poder inferior de ranqueamento, mas são simples e rápidos de serem criados.

 

 Site Institucional

 

O beneficio de possuir uma página institucional é porque ela aumenta a sua credibilidade da sua marca ou empresa. Quando alguém procurar por você, a primeira coisa que ela quer saber é se a sua empresa é confiável.

 

Outro benefício é que, com um site institucional, você ganha mais uma fonte de tráfego, onde novas pessoas podem conhecer o seu negócio e alcançar melhores posições nos mecanismos de busca.

 

O site institucional pode ser usado também como um direcionador para as pessoas, pois ele pode ser um canal para as eles adquirirem sem produtos e para responder as principais dúvidas que o seu público possui.

 

Marketing Nas Redes Sociais

 

Não tenho dúvida de que as redes sociais são as melhores plataformas para gerar interação entre empresa e público. O foco principal das mídias sociais são a interação, engajamento e comunicação.

 

Ter uma página nas redes sociais mais usadas pelo público, se tornou quase que uma obrigação para as empresas: seja para mostrar os bastidores da produção de conteúdo ou para promover seus produtos e serviços.

 

Além disso, as pessoas passaram a consumir mais produtos de empresas que elas possuem mais identificação e conexão, como já citado durante o texto, as pessoas querem mais do que apenas a compra de um produto.

 

Não há sombra de dúvidas de que as redes sociais geram mais engajamento para qualquer negócio.

 

O foco principal no marketing nas redes sociais é a conexão.

 

No marketing nas redes sociais, existem diversas estratégias que podem ser usadas, elas podem ter fins para geração de tráfego para um blog, conversão, branding e buzz ou todas essas estratégias ao mesmo tempo.

 

Claro que para a implementação do marketing nas redes sociais, é necessário ter uma estratégia, por isso, veja abaixo os passos que você deve seguir:

 

Passos Da Implementação Da Estratégia Do Marketing Nas Redes Sociais

 

Uma implementação efetiva das estratégias no marketing nas redes sociais, trará um resultado de geração de tráfego para um site/blog e uma divulgação automática da sua marca ou produto.

 

Siga essa sequência:

 

  1. Faça uma pesquisa e planejamento: Nas redes sociais, é extremamente importante saber qual a persona do seu público alvo e onde ele está.

    Na pesquisa, você saberá qual rede social seu público alvo utiliza, se é o Facebook, Instagram, YouTube, Linkedin, Pinterest, Twitter etc.

    No planejamento, será definido os objetivos e metas a serem cumpridas baseadas nas pesquisas realizadas.

  2. Crie um perfil: Preste atenção ao tamanho da imagens e vídeos nas mídias sociais. Não esqueça de usar um design e linguagem do seu público alvo, definidas com base na pesquisa.

  3. Faça uma análise da concorrência: Veja o que os blogs e sua concorrência do mesmo nicho que o seu estão fazendo. Se você possui uma concorrência forte, com certeza eles publicam conteúdos relevantes e que você talvez possa aproveitar.

  4. Faça um cronograma de postagens: Isso é muito importante, porque com o cronograma de postagens, você ganha consistência, e como resultado, seus seguidores saberão quais horários terão conteúdos novos, ganhando mais acessos e tráfego.

    Se você não quer ter que ficar todo dia produzindo postagens, uma boa dica é automatizar as postagens para o dia e horários desejados. Se você utilizar o Instagram, a própria ferramente possui uma ferramenta de automatização, o Facebook business.

  5. Aprenda com os resultados: Igual aos blogs e sites, as redes sociais também possuem uma ferramentas de análise. Use-as para medir os indicadores e métricas.

 

E-mail Marketing

 

O e-mail marketing ainda é uma das técnicas mais eficientes para quem trabalha com marketing digital.

 

E-mail Marketing
Muitos pensam que o e-mail marketing não funciona, estes que pensam assim estão totalmente enganados. Fundo vetor criado por freepik – br.freepik.com

 

Assim como todas as outras técnicas de marketing digital, para alcançar uma lista de e-mail de contatos é necessário ter uma fonte de geração de leads.

 

Diferente das redes sociais, o e-mail marketing é uma forma mais privada e sem distrações para entrar em contato com alguém.

 

Claro que para isso ocorrer, tendo uma lista de e-mail, é indispensável o uso de estratégias para que o público fique interessado e decida entrar na sua lista.

 

Você pode encontrar diversos exemplos disponíveis de campanhas de e-mail marketing que funcionam, além de aprender novas estratégias que podem fazer você sair na frente da maioria da sua concorrência.

 

A informação mais importante que você deve dar importância é a taxa de abertura e cliques em links do e-mail.

 

Aliás, não adianta ter milhares de leads na lista de e-mail e eles não abrirem para visualizar suas mensagens. Por isso, é extremamente importante a métrica da taxa de abertura e cliques nos links das mensagens.

 

E para solucionar este problema de taxa de abertura, você precisa aprender as melhores táticas para se diferenciar e fazer o lead abrir seus e-mails.

 

Por isso, crie estratégias de segmentação de público na sua lista, para que sua mensagem seja atingida de maneira mais eficiente. 

 

Trabalhe também na qualidade dos e-mails e crie títulos persuasivos para aumentar a taxa de abertura.

 

O e-mail marketing é apenas uma estratégia dentro do marketing digital, por isso, foque também em outras estratégias e ferramentas para que tudo cresça de forma igual do seu negócio.

 

Depois de construído e definido a plataforma de e-mail marketing, vamos as estratégias para conquistar seus possíveis clientes.

 

Beleza, mas como fazer isso?

 

“Fácil” de responder, criando conteúdos ótimos de acordo com os interesses da sua audiência, para gerar confiança dos usuários pela sua marca ou empresa.

 

Existem diversos tipos de e-mails para aplicar no seu negócio e conseguir o seu intuito, que é vender.

 

Leia esta parte de tipos de e-mail que podem ser utilizados por você.

 

É muito importante você ter um relacionamento com os usuários, mesmo depois deles já terem comprado o produto.

 

Mas por que?

 

Porque um bom vendedor não pensa apenas na primeira venda, sim nas possíveis vendas posteriores.

 

Mas para isso ocorrer, é necessário que você saiba quais são os tipos de e-mails que podem ser usados de acordo com seu objetivo.

 

Veja quais são:

 

E-mail de Nutrição

 

Os e-mails de nutrição funcionam como um fortalecedor de amizade entre você e o usuário para que ele esteja mais disposto a realizar uma ação que você recomendar.

 

Na maioria dos casos, são aquelas pessoas (leads) que estão na sua lista de e-mail por meio de uma captura, que deixaram seus dados de contato, mas não adquiriram nada de você ainda.

 

E-mail Informacional

 

O e-mail informacional como significado da última palavra, significa informar sobre algo.

 

Eles podem ser usados para informar sobre lançamentos, promoções relâmpago, ajuste de preços, etc.

 

Na sua grande maioria, o e-mail informacional é curto, claro e objetivo. Onde o leitor já sabe do que se trata já no título.

 

E-mail Educacional

 

Como a última palavra diz, são e-mails para educar.

 

Ele é mais utilizado no marketing de conteúdo, já que as pessoas buscam por soluções na internet.

 

É muito importante que você saiba o que seu público procura na internet, mais conhecido como tendência, e disponibilizar conteúdos de relevância que faça o usuário ir do ponto A ao B.

 

E-mails Transacionais

 

Os e-mails transacionais são respostas automáticas que podem ser programadas para que após a realização de uma CTA (chamada para ação), comece o envio de e-mails automáticos.

 

Acho que você já recebeu mensagens automáticas, principalmente se você comprou algo na internet, creio que na sua caixa de e-mail foi enviado um comprovante ou um agradecimento pela compra.

 

 Ou também, uma confirmação de cadastro em algum site que utiliza o sistema anti-bots.

 

O uso dos e-mails automáticos são importantes, por isso, personalize-os para que eles sejam relevantes para os usuários.

 

Newsletters

 

As newletters são notificações sobre informações de conteúdos informativos para seus usuários.

 

Da mesma forma que os e-mails educacionais, as newsletters são muito importantes para qualquer negócio na internet para utilizar o marketing de conteúdo.

 

SEO – Otimização Para Mecanismos De Busca

SEO
SEO – Otimização Para Mecanismos De Busca. Fundo vetor criado por freepik – br.freepik.com

 

O SEO, como já citado durante o artigo, significa otimização para mecanismos de busca, em português.

 

Ele é utilizado para fazer a otimização dos seus conteúdos, site, blog, vídeos (YouTube) para que os motores de busca saibam que suas páginas são otimizadas, incluindo-os sempre nas melhores colocações nos resultados de busca conforme a palavra-chave definida.

 

O processo de SEO junta três fatores: você, otimizando para SEO seu site e suas páginas; os motores de busca como o Google e Bing, o Google sendo o buscador mais utilizado na maioria das vezes; e o usuário que faz a pesquisa.

 

Ter um site ou blog sem tráfego, é muito difícil geral leads na sua lista de e-mail e vendas, um dos maiores problemas que as empresas e afiliados possuem é não possuir uma audiência nos canais do negócio, que no caso é o blog ou site.

 

A fonte de tráfego dos grande sites, blogs e portais institucionais, são gerados por tráfego orgânico, e este tipo de tráfego também deve estar na sua lista de prioridades.

 

Mas por que é importante estar sempre nas melhores posições nos resultados de busca?

 

Porque o usuário pode entrar no site da concorrência, e como qualquer negócio, você não quer isso, certo?

 

Por isso, é muito importante otimize seu blog ou site para que suas páginas apareçam nas primeiras páginas com base na palavra-chave da pesquisa dos usuários.

 

O começo de um desejo de compra de um usuário começa com a pesquisa, e estando na primeira página, o seu negócio pode alcançar a meta desejada, diferente de estar nas últimas posições.

 

Os 5 primeiros colocados recebem quase 70% de todos os cliques, imagina o potencial disso?

 

Os benefícios que seu negócio recebe com a otimização de SEO são inúmeras, você ganha mais visitantes e aumento de conversão em vendas.

 

Além disso, você se sente relevante por ter um conteúdo visualizado e compartilhado, ganha credibilidade, autoridade e relevância e referência no nicho de mercado.

 

Andando conforme as regras de SEO e dando importância as recomendações do Google, o seu site fica mais aprimorado, pois as regras são de extrema importância.

 

Com a otimização de SEO, seu negócio ganha mais acessos e mais vendas. Comparado com trafego pago, com SEO não é necessário um investimento para conseguir aparecer.

 

Existem duas técnicas para otimização, são as técnicas de SEO on page e off page. Veja abaixo:

 

Seo On Page

 

São otimizações que você faz dentro do seu site ou blog.

 

As otimizações são feitas com base na experiência do usuário e otimizar o conteúdo da página.

 

É no SEO on page que serão definidas os lugares das palavras chaves e coloca-las em lugares estratégicos conforme o texto, além de encontrar a relevância do conteúdo em todo o corpo da página.

 

SEO Off Page

 

A otimização do SEO off page é fora do seu site ou blog.

 

O SEO off page é a estratégia que faz outros usuários de outros sites cheguem até seu site ou blog, através dos links na página do outro site, aumentando o seu tráfego.

 

Fazendo isso, seu site ou blog ganha mais relevância e influencia positivamente no ranqueamento de suas páginas nos buscadores.

 

SEM – Marketing Dos Mecanismos De Busca

SEM
SEM – marketing dos mecanismos de busca. Bandeira vetor criado por katemangostar – br.freepik.com

 

O significado da sigla SEM é Search Engine Marketing, em português, o título já responde.

 

Como o nome já diz, os motores de busca são muito importantes para qualquer estratégia na internet que seja relacionado á trafego orgânico ou pago.

 

Quando é feita uma busca, na tela aparecerão os resultados com link de artigos de páginas uteis, e os links que aparecem nas primeiras posições na maiorias das vezes será de anúncios. Veja abaixo o exemplo:

 

Exemplos do SEM
Veja que as duas primeiras posições são de anúncios.

 

Atualmente, é indispensável utilizar o SEM em qualquer estratégia de marketing na internet. 

 

Quando você faz a otimização em SEO para um blog por exemplo, nem sempre suas páginas aparecerão na primeira colocação, por isso que existe o SEM, onde você pode posicionar seus links nas primeiras colocações e atingir o usuário.

 

Mas para que isso ocorra, é necessário um investimento que, dependendo de como for a qualidade da estrutura da página, VALE MUITO A PENA investir.

 

Existem diversas ferramentas para te auxiliar no análise de métricas para encontrar o ponto ideal sobre retorno sobre investimento (ROI).

 

Se os anúncios pagos pela internet valerem a pena, por que não tentar?

 

Veja abaixo algumas formas utilizar o tráfego pago na internet com publicidade.

 

PPC – Pague Por Clique

 

O PPC como o título já diz, você compra mídias onde é cobrado um valor baseado pelo número de cliques no seu anúncio. 

 

Os tipos mais conhecidos de Pague por Cique são nos mecanismos de busca, como o Google e Bing.

 

Como visto na última imagem, existem os links orgânicos e patrocinados.

 

Ao decidir utilizar os anúncios, você pode escolher posicionar seu anúncio usando apenas as palavras-chaves e algumas varições delas. Conforme os usuários irem fazendo buscas que contenham alguma palavra-chave escolhida por você, aparecerá seus links patrocinados.

 

Display Ads

 

No display ads, é uma mistura de textos e imagens. Anúncios feitos baseados em display ads não aparecem nos resultados de busca, eles aparecem dentro de site ou blogs que disponibilizam espaços para ads.

 

Retargeting

 

Retangeting não é remarketing, não faça essa confusão.

 

O retargeting são banners que após o usuário clicar em alguma anúncio, ele é marcado e quando ele entra em algum site ou blog que contenha espaços para ads, um banner relacionado ao que ele clicou aparece.

 

O objetivo do uso do retargeting é fazer seu anúncio ser lembrado pelos visitantes na sua página, para tentar retomar o engajamento com a sua estratégia de funil de vendas.

 

Anúncios Em Redes Sociais

 

Além dos anúncios nos resultados de busca, existe também os anúncios que podem ser feitos nas redes sociais.

 

Se você usa o Facebook ou Instagram, é certeza de que já apareceu na sua tela algum anúncio patrocinado.

 

Os anúncios feitos nas redes sociais são baseadas de acordo com suas preferências, interesses, páginas curtidas, locais visitados e perfis que você visualiza, cada anúncio é feito com a base de interesses específicos para cada usuário que esta na plataforma.

 

Cada plataforma de rede social possui ferramentas específicas de segmentação, aprender como cada uma funciona aumenta as suas chances de sucesso na segmentação e conversão de vendas com um baixo custo por lead.

 

Promoção De Conteúdo

 

A promoção de conteúdo é uma das alternativas de mídia paga para realizar marketing de conteúdo. A internet possui concorrentes fortes e pode ser complicado alcançar eles.

 

Até existem plataformas de divulgação gratuitas. Mas se você quiser alcançar resultados mais rapidamente, é possível fazer a sua chamada de ação para conhecer seu conteúdo em anúncio.

 

Fazendo isso, você ganha prioridade nos motores de busca e nas plataformas de redes sociais, além de ter a possibilidade de fazer uma segmentação de público para escolher quem verá seu conteúdo.

 

Marketing De Afiliados

 

No marketing de afiliados, o foco de uma pessoa é ganhar dinheiro promovendo produtos.

 

Em plataformas como a Hotmart, Monetizze e Eduzz, você pode escolher o produto de nicho que mais se identifica, se afiliar, e recomendar para as pessoas e ganhar uma comissão em cima do valor do produto.

 

O objetivo do marketing de afiliados é fazer a divulgação de um produto no mercado, fazer marketing dos produtos pela internet, se ocorrer vendas, quem recomendou (afiliado) ganha um comissão.

 

Muitos produtores e infoprodutores utilizam o marketing de afiliados para divulgar e alcançar mais pessoas. Essa estratégia tem funcionado muito bem, porque a divulgação é feita por diversas pessoas (afiliados) e alcançando cada vez mais possíveis compradores.

 

A dica mais simples que você pode ter para se tornar um afiliado, são esses 4 passo abaixo:

 

  1. Fazer reviews de produtos do seu nicho de mercado;

  2. Construir uma lista de e-mail com pessoas interessadas sobre o assunto (lead);

  3. Utilizar a estratégia de marketing de conteúdo para educar seus seguidores e fazer vendas;

  4. Utilizar as plataformas de anúncios para aumentar o seu negócio de afiliados;

Atualmente, para entrar no mundo dos negócios online, começar como afiliado pode ser uma boa escolha. Diversos produtores famosos começaram com o marketing de afiliados no marketing digital.

 

Gestão De Leads

 

A gestão de leads nada mais é que rastrear e levar possíveis clientes, que vai desde a primeira conversão até a venda e ao pós venda.

 

Esse assunto dentro do marketing digital é mais conhecida como gestão de aquisição de clientes e gestão de contatos.

 

Veja todos os processos:

 

  • Captura de leads: É o processo de encontrar usuários que possuem interesse em alguma coisa relacionada ao seu negócio o produto. A geração de leads potenciais é feita utilizando capturas de e-mail, anúncios patrocinados, marketing de conteúdo, ferramentas e etc.

  • Geração qualificada de leads: Conseguir leads para sua lista não é tudo, sua lista precisa possuir leads qualificados para que a conversão seja mais rápida, sem necessitar de um funil muito longo. Leads qualificados são pessoas com um nível de interesse de compra maior.

  • Nível de interesse dos leads: É muito importante que você saiba o nível de interesse dos leads, qualificando e analisando de forma mais efetiva, classificando cada lead conforme seu comportamento. 

  • Nutrição de leads: A nutrição de leads é feita com a entrega de conteúdos de qualidade para sua lista de contatos, para que eles fiquem engajados e prossigam no funil de vendas. Atualmente, o e-mail é a melhor forma eficaz para a nutrição de leads, mas existem também outras plataformas para nutrição de leads, como o WhattsApp e Instagram.

 

Conforme sua lista de contatos cresce, o seu trabalho na gestão de leads deve acompanhar a lista.

 

Uma lista de contatos pode conter milhares ou milhões de pessoas. Com isso, é necessário ter um sistema de gerenciamento de e-mail mais confiável.

 

Além disso, mesmo depois que o usuário comprou de alguma coisa de você, ele ainda pode ser um potencial comprador (lead) de você. É necessário utilizar plataformas que possuam o sistema de cross-sell, upsell e retenção de clientes.

 

Muitos se enganam, mas… o funil de vendas não acaba com as vendas, ela acaba quando os compradores ficam satisfeitos e defendem o seu produto ou marca.

 

Se você deseja automatizar suas mensagens por e-mail, segmentar seus contatos de acordo com as ações dos usuários, você precisa de uma solução. Por que conforme sua lista cresce, mas complicado fica a gestão dos leads.

 

A solução é, escolha uma plataforma de automação para facilitar seu trabalho.

 

Automação

 

Como citado acima, é complicado fazer a gestão de uma lista grande de leads. Para entrar em contato com milhares ou milhões de pessoas, é recomendado que você possa organizar e ter informações das ações dos usuários.

 

Com isso, entra a automação de marketing, que é uma tecnologia do marketing digital. Com a automatização, é possível agilizar e adiantar seu trabalho.

 

Com as ferramentas de automatização, é possível criar fluxos de trabalho e de comunicação. Nada mais é que sistemas de análise de métricas, engajamento e armazenamento dos leads.

 

Utilizando essas ferramentas, é possível segmentar sua lista com base nas ações, comportamentos e ao perfil de cada contato. Depois de segmentado, é possível oferecer recomendações com base nos interesses desses contatos segmentados, com o intuito de converter eles em compradores.

 

Com a crescente busca por ferramentas de automatização, a competição por empresas para oferecer a melhor experiência para quem contrata tem crescido muito, e isso é bom para quem quer automatizar seu trabalho, além dos preços diminuírem, as ferramentas evoluem para não perder cliente para a concorrência.

 

CRO – Otimização De Conversão

 

O marketing digital se baseia em uma única coisa, converter os leads em vendas, não é mesmo?

 

Onde o processo começa com a geração de tráfego, capturar, chegar no funil de vendas e por fim faze-los comprar.

 

A sigla CRO significa Convert Rate Optimization, Otimização de conversão em português.

 

O intuito principal da otimização de conversão é encontrar quais lugares as conversões não estão sendo utilizadas de forma correta dentro de um site, blog e páginas nas redes sociais. A melhor forma para encontrar esses lugares são nos testes e análise de dados.

 

Mas, para se tomar uma decisão de modificar para aumentar a taxa de conversão, é necessário fazer uma análise. Veja abaixo os cinco passos para tomar uma decisão.

 

1 – Levantamento De Hipóteses

 

Quem utiliza o CRO atualmente, possui formas de captura de dados em todos os seus canais de comunicação. Uma ferramenta que faz isso é o Google Tag Manager, essa ferramenta permite a instalação de aplicativos que monitoram os usuários em vários blogs e sites ao mesmo tempo.

 

Com isso, é possível aprender e saber porque os visitantes que chegam ao seu blog ou site não caem na captura e entram no funil. Com essas informações, basta fazer ações com foco no usuário que tem interesse em fazer parte do conteúdo que você gera.

 

2 – Principais Métricas

 

Logo após fazer o levantamento de hipótese, chegou o momento de tirar do papel a ideia em algo que seja mensurável, saiba que isso é um pouco complicado!

 

Com as ferramentas corretas, é possível conseguir diversos tipos de dados. São tantos dados que para se perder é muito fácil, escolher as métricas certas vai economizar muito o seu tempo, e tempo é dinheiro.

 

Tenho certeza que qualquer um que trabalha na internet quer gerar mais vendas, receita e os melhores leads. Mas, antes disso, é necessário achar o que gera mais receita e dividi-los em medidas para etapa da jornada de compra do usuário.

 

As métricas e dados de marketing, são divididas conforme o funil de vendas, da atração e ao pós venda.

 

Algumas Métricas De Conversão

 

A otimização para conversão em vendas é muito importante, com a otimização é possível aumentar a receita do seu negócio.

 

Em sites e blogs, existem diversos fatores pela qual os visitantes não são capturados e convertidos.

 

A otimização e melhoria de conversão trazem benefícios para seu negócio em números, veja quais:

 

  1. Número de leads: Feitas as melhorias de conversão, sua lista de contatos aumenta. Essa análise é feita com dados de médio/longo prazo, já que o tráfego do seu site aumentará e o número de leads também deve aumentar.

  2. CPL – Custo por lead: O custo por lead determina a quantidade de leads que são gerados. Por isso, o custo para geração de um novo lead deve sempre ser abaixo em relação ao lucro com a venda.

  3. Número de visitantes: De acordo com a otimização do seu blog ou site para SEO, suas páginas podem receber milhares ou milhões de acessos, mas a pergunta é, a porcentagem de pessoas que são convertidas é baixa, aceitável ou alta? É o que as métricas e dados responde.
  4. Conversão de leads em compradores qualificados: Como já citado durante o artigo. Muitos leads ainda não estão no mesmo nível da jornada de compra e, com isso, os estágios do meio e fim do funil merecem serem observados.

Análise De Métricas De Receita

 

As métricas de receita não são analisadas separadas das métricas de conversão. O intuito principal da conversão é fazer o usuário ir até a compra, por isso, vou diferencia-los aqui.

 

  1. Custo de aquisição de novos clientes: Um projeto de marketing pode possuir custos em dinheiro, tempo e alguns outros recursos. Com isso, é necessário calcular o valor, em média, é necessário gastar para adquirir novos clientes.

  2. Número de clientes e leads: É normal que todo funil possua um número menor em relação ao número de leads. Com isso, esse dado mostra onde os pontos de conversão mais convertem clientes e se o número de clientes está andando conforme a receita.

  3. Conversão e lucro: A otimização deve influenciar na quantidade de lucro. Esses dados devem dizer se o investimento valeu a pena e se teve um retorno esperado. Se o retorno for abaixo do valor investido, considere como um prejuízo.

 

3 – Calculo De Relevância

 

Antes do inicio de uma otimização, é necessário primeiro escolher o que são resultados confiáveis e corretos.

 

Por isso, é necessário ter um número de informações e amostras com um bom tamanho para realizar os testes.

 

Fazer isso não é um tanto complicado. Uma amostra muito grande pode fazer você perder tempo e recursos fazendo testes. Por outro lado, amostras pequenas podem sofrer diversas variações, tanto negativas quanto positivas.

4 – Criação De Testes

 

A possibilidade para criação de testes é quase infinita, com o marketing digital, isso é possível e melhor, realizando diversos tudo ao mesmo tempo.

 

Sendo assim, a parte que são feitos os testes podem ser separados em outras partes menores.

 

De primeira instancia, são feitos testes de diversas hipóteses. Logo após o recolhimento de resultados, os que conseguirão os melhores resultados são colocados adiantes.

 

Depois disso, são feitos estudos e análise de possibilidades se os melhores resultados podem ser aprimorados para alcançar ainda mais resultados.

 

5 – Análise De Resultados

 

Assim como todas as cinco fases, essa também é complicada. Não pela quantidade de dados e métricas, mas também pela confiança no processo do projeto. Mas, para alcançar resultados confiáveis, é necessário seguir essas etapas:

 

  1. Configurar as ferramentas e fases de conversão: Nessa etapa, é envolvido diversas ferramentas e programas de software, e é muito importante que todos os dados e métricas cheguem até você de maneira correta. Um erro ou dados errados podem te atrapalhar na análise.

  2. Observar métricas corretas: Possuir uma lista gigante de leads não significa que você terá um número de vendas alta. Por outro lado, nem sempre leads que possuem um custo alto é um bom negócio. Por isso, com a análise de dados é possível definir a melhor escolha a ser feita.

  3. Escolha de decisão: Com a análise correta dos resultados, fica muito mais simples tomar uma decisão, do contrário, analisa-los de forma incorreta pode ocasionar ações sem nenhuma eficiência e prejudicar seu negócio.

 

Por isso, é necessário verificar cada área de conversão, poder garantir que as informações estão chegando de forma correta na sua gestão de relacionamento com o cliente ou ferramenta de automação de marketing e analisar todas as possibilidades, mesmo que são as mais “inúteis”.

 

Outros Canais

 

Aplicativos

 

Os aplicativos são muito interessantes para diversos nichos de mercado. Com eles, é possível criar uma interação maior entre usuários e marcas, além de não depender de plataformas de terceiros.

 

Com os aplicativos, é possível influenciar o usuário a ficar mais engajado com sua marca e aumentar o valor percebido pelo público, utilizando o gatilho mental da aprovação social ao seu favor.

 

Podcasts

 

O rádio convencional pode estar em decadência, mas os Podcasts e posts em áudios digitais está crescendo e se tornando populares.

 

A facilidade para os usuários é maior, já que os áudios podem ser acessados em qualquer dispositivo que consiga reproduzir áudio enquanto esta no ônibus, andando, dirigindo, no computador em casa, na cozinha pelo celular, e diversas outros lugares e aparelhos.

 

No futuro próximo, o áudio marketing se tornará popular pela grande parte da população, principalmente depois da criação das assistentes virtuais inteligentes como a Cortana da Microsoft, e a Alexa da Amazon e diversas outras que ainda estão por vir.

 

Chatbots

 

Os chatbots nada mais são que o processo de comunicação automatizada, ela é uma estratégia interessante para você que quer otimizar seu tempo trabalhando no marketing digital.

 

Além de economizar o seu tempo ou de sua equipe no atendimento ao usuário na redes sociais ou do seu blog ou site, eles podem ser usados para aprimorar a comunicação com clientes e leads, fazer a divulgação de novos conteúdos e até informar de novos lançamentos e gerar vendas.

 

Publicação De Conteúdos Em Sites e Blogs De Terceiros

 

Fazer a publicação de artigos em sites e blogs de terceiros com links para o seu domínio é uma tática importante de marketing digital. Lembando que conforme o número de backlinks for maior,  ajuda ao seu domínio ficar melhor ranqueado no Google.

 

 Publicando conteúdos relevantes em domínios de terceiros, todo mundo sai ganhando, o visitante dele e você com o backlink.

 

Como Elaborar Um Plano De Marketing Digital?

Como Elaborar Um Plano De Marketing Digital
Como Elaborar Um Plano De Marketing Digital. Negócio foto criado por pressfoto – br.freepik.com

 

A implementação de uma boa estratégia de marketing digital pode proporcionar conversões e um alcance grande da sua marca.

 

Lembrando que esses resultados não aparecem do nada, é necessário um planejamento bem estruturado para que o projeto seja um sucesso.

 

Por isso, siga esse passo a passo abaixo:

 

1 – Definição Dos Objetivos

 

Você precisa deixar tudo esclarecido sobre o que pretende para o futuro da marca ou empresa.

 

O principal intuito da definição dos objetivos é entender de qual forma um plano de marketing digital pode ajudar seu negócio a atingir o objetivo, independente de qual for.

 

2 – KPI’s – Criação De Indicadores-chave De Performance

 

A sigla KPI significa Key Performance Indicator, em português significa indicador-chave de desempenho, eles são utilizados para medir o nível de sucesso de uma empresa.

 

Eles são utilizados para medir se as estratégias usadas pela empresa estão surtindo efeito positivo para alcançar seus objetivos.

 

Sem um indicador KPI, é muito complicado saber quais pontos precisam ser aprimorados ou serem trocadas por outras estratégias.

 

3 – Detalhes Da Persona

 

Durante o artigo, foi citado inúmeras vezes sobre o que é uma persona e para que ela serve para você.

 

Por isso, é importante que você saiba que o processo de direcionamento seja para o público correto.

 

Lembre-se, defina sua persona e anote todas as características dela, desde os interesses, características particulares, hobbies e hábitos.

 

Organização Do Plano De Marketing

 

Um plano de marketing não precisa ser algo bonito, mas também não deve ser feito de qualquer forma, ele precisa ser organizado e apresentável.

 

Por isso, personalize o modelo de plano de marketing para que ele tenha uma aparência mais profissional.

 

Métricas De Marketing digital

 

As métricas são importantes para que você possa medir como está a performance do seu trabalho de marketing digital.

 

Sem as métricas, é complicado medir como as suas ações de marketing estão trazendo resultados para você.

 

Além disso, sem elas você pode fazer investimentos errados e ter prejuízos nas suas ações de marketing baseadas nas métricas.

 

E, para que você não tenha prejuízo, abaixo listarei alguns pontos principais que vão te ajudar a medir as métricas e tomar as melhores decisões. Veja abaixo:

 

Métricas De Conversão

 

Nas métricas de conversão, é avaliado a quantidade de cliques de determinados anúncios ou conteúdos, o número de conversões, e também os indicadores de rejeição do público.

 

Métricas De Receita

 

Nas métricas de receita, é mostrado o custo por aquisição por clientes, retorno sobre investimento, receita, etc.

 

Veja agora todos os detalhes das principais métricas de receita para você aplicar na sua estratégia de marketing.

 

ROI – Retorno Sobre Investimento

 

A sigla ROI em inglês significa Return on Investiment, em português significa retorno sobre investimento, que é uma das principais e mais importantes métricas de marketing digital.

 

O ROI é usado para medir o retorno sobre o investimento.

 

Ele é uma comparação do valor investido e o quanto teve de retorno. Para calcular é muito simples, veja abaixo:

 

  • Calculo do ROI: (Ganho do investimento – valor investimento) / valor do investimento.

 

Suponhamos que, foi feito um investimento de R$ 1.000 em uma campanha de anúncios pagos no Google ads e ela durou dez dias.

 

Nestes dias em que ela estava rodando, a campanha teve 40 vendas de produtos com um valor de R$ 200,00. Um total de R$ 8.000.

 

Quando é utilizado a formula para calcular acima, a sua campanha de anúncio paga teve um ROI de 7, um lucro de 700% em cima do valor investido. Um ROI de 7 é um bom resultado.

 

Lembrando, se o seu ROI for positivo, continue a campanha e aplique mais dinheiro para alcançar mais pessoas. Caso contrário, veja o que está de errado em sua estratégia e concerte.

 

CAC – Custo De Aquisição De Cliente

 

O CAC é o investimento que é feito para conseguir um cliente.

 

Para encontrar os valores, é necessário dividir todos os investimentos que foram feitos para conseguir um cliente, pelo número de clientes que foram conquistados durante o tempo em que foi realizado esse investimento.

 

Exemplo, se você fez um investimento de R$ 2.000 no marketing digital durante dois anos, e nesse tempo você conseguiu vinte clientes, seu custo de aquisição de cliente foi de R$ 100,00.

 

A métrica do custo de aquisição de cliente é importante para você entender quando será preciso investir em algum período para conseguir um novo cliente.

 

CPL – Custo Por Lead

 

O CPL é o valor gasto para conseguir novos leads.

 

O calculo da métrica do CPL é feita da seguinte forma:

 

  • CPL: Quantidade do valor investido com marketing digital / número de leads gerados.

 

Exemplo, se você gastou um valor de R$ 700,00 para conseguir 20 leads, o valor gasto por lead é de R$ 35,00.

 

Se o seu CPL for maior que o lucro total que você conseguiu para transformar os leads em compradores, significa que você terá prejuízos e você precisa analisar a estratégia de geração de leads para ver qual etapa esta dando errado.

 

 LifeTime Value

 

Em português significa “valor de tempo de vida”.

 

Essa métrica  calcula o quanto um cliente gera de renda, no tempo que ele mantém contato com uma empresa.

 

O lifetime value te auxilia a entender o ROI em uma campanha feita de marketing digital com uma observação diferente, com o intuito no médio/longo prazo.

 

Exemplo, fazendo um investimento de R$ 800,00 para conseguir um novo cliente, e o mesmo cliente adquire um produto no mesmo valor do investimento, que é R$ 800,00, valeu a pena o investimento?

 

A resposta é que, não existe uma conclusão, já que é possível que o cliente compre outro produto de você, por outro lado, se ele não comprar ou você não adotou essa estratégia, você não terá nenhum lucro e terá perdido seu tempo, e tempo é dinheiro.

 

Mas se você adotou uma estratégia de assinatura e o cliente te rende a cada mês R$ 800,00 por mês, no ano você terá um lucro de R$ 9,200,00, e esse lucro valerá muito a pena, por exemplo.

 

Por isso, para entender como realmente funciona o ROI na sua estratégia de marketing digital, a métrica do life time value é muito importante.

 

Taxa De Retenção De Clientes

 

É inegável que para conseguir novos clientes é muito mais complicado que manter os que você já possui.

 

O cliente que você já possui já conhece sua marca e já tem um interesse no seu produto ou serviço no momento que fez a primeira compra.

 

Esse fato só fortalece a ideia de que o atual cliente custa menos para aplicar uma estratégia de marketing e faze-lo comprar mais produtos de você.

 

Por isso, a taxa de retenção de cliente é muito importante se você quer aumentar a sua renda sem precisar fazer altos investimentos para conseguir novos clientes.

 

A fórmula para calcular essa taxa é necessário que você tenha um número total de clientes no início e no final de um período, junto com o número de clientes novos.

 

Exemplo: ((Número de clientes no final de um período – número de clientes novos adquiridos durante esse período / número de clientes no início do período) x 100.

 

Por exemplo, se você tiver 150 clientes no início de um período de um mês. Neste período, digamos que você perdeu 9 clientes, mas ganhou mais 15 novos clientes.

 

Podemos dizer que você tem 141 clientes originais, mais 15 novos clientes, então no período final você fica com 156 clientes.

 

A fórmula em número é a seguinte: ((156 – 9) / 150) x 100 = 98%.

 

Ou seja, a sua taxa de retenção de clientes neste período foi de 98%. Essa taxa de retenção é ótima. 

 

Ferramentas De Marketing Digital

Ferramentas de marketing digital
As melhores ferramentas de marketing digital. Infográfico vetor criado por gstudioimagen – br.freepik.com

 

Utilizar as melhores ferramentas para aprimorar os seus resultados no marketing digital é muito importante.

 

Veja abaixo as melhores para você utilizar:

 

Ferramentas De SEO

 

Existem diversas estratégias de SEO, para isso, existem ferramentas com funções diferentes para que você consiga fazer um bom plano de otimizações para conquistar as melhores colocações nos motores de busca.

 

Veja abaixo tópicos resumidos sobre SEO:

 

Busca Por Palavras-chave

 

Abaixo, colocarei as três ferramentas que uso atualmente para encontrar termos e palavras-chaves para minha estratégia de marketing digital, essas plataformas são capazes de identificar a competição e o volume de buscas de palavras-chaves.

 

 

SEO Técnico

 

Ferramentas de SEO técnico possuem diversas funções com saber PA (autoridades da página) e DA (autoridade do domínio) do seus concorrentes, encontrar erros de SEO e de conteúdos duplicados, etc.

 

Atualmente, eu utilizo essas ferramentas:

 

 

Backlinks

 

Ferramentas de backlinks são muito importantes para saber os links que você recebe, a qualidade e fazer uma análise se os links que foram recebidos merecem ser redirecionados ou retirados.

 

Hoje, eu utilizo essas ferramentas para analisar os backlinks dos meus blogs:

 

 

Ferramentas De Análise

 

Ferramentas são muito importantes para que você consiga implementar as melhores estratégias no marketing digital.

 

Análise De Métricas

 

A maioria das ferramentas de análise de métricas já possuem um sistema de análise, algumas ferramentas de análise podem ser utilizadas para entender diferentes pontos da sua estratégia de marketing.

 

Nas ferramentas de análise de métricas, é possível acompanhar a origem de tráfego, tráfego, mapa de ações dos usuários pelas páginas do site ou blog, etc.

 

Atualmente, eu utilizo a própria ferramenta do Google, o Google Analytics.

 

Análise De Concorrência

 

É muito importante que a análise de concorrência esteja no seu projeto de marketing digital para encontrar e pontos negativos e fazer melhor que eles e pegar ideias positivas.

 

As ferramentas para analisar a concorrência servem para fazer comparativos de tráfego, backlinks, palavras-chaves ranqueadas, engajamento do público, etc.

 

Veja abaixo uma das melhores plataformas:

 

 

Ferramentas De CRO

 

Saber como são feitas as conversões do seu blog ou site é muito importante.

 

Veja abaixo algumas das melhores ferramentas:

 

 

A primeira ferramenta, te oferece mapas de temperatura para saber quais são os pontos positivos do seu blog ou site e os pontos negativos que podem ser aprimorados.

 

A segunda ferramenta, te permite integrar as informações e observar seus contatos pela jornada no seu domínio.

 

Ferramentas De Design

 

É inegável que o design do blog ou site ajuda a aumentar a conversão e diversos outros fatores no marketing digital. O conteúdo visual está se tornando uma realidade para se comunicar na internet.

 

Ferramentas De Imagens

 

Como já citado, é muito importante que o design do seu site ou blog seja agradável e que deixe uma boa impressão ao visitante. 

 

Muitas empresas não possuem um capital inicial para fazer investimento em imagens, por isso, muitos buscam por ferramentas de bancos de imagens gratuitas.

 

Veja abaixo uma das melhores ferramentas para edição, tratamento e criação de imagens:

 

 

Ferramentas De Vídeos

 

Depois das imagens, os vídeos também possuem bastante relevância, principalmente se na sua estratégia esta a produção de conteúdos para o YouTube.

 

Aliás, os vídeos são mais consumidos e preferidos pelo público.

 

Veja abaixo uma das melhores ferramentas de edição de vídeo, para colocar efeitos, transições, vinhetas, etc.

 

 

Ferramentas De Automação

 

As ferramentas de automação são utilizadas para se juntar a sua estratégia de marketing digital, enviar mensagens por e-mail e gerenciamento de lead.

 

Além disso, na maioria das ferramentas de automação permitem realizar testes A/B de modelos de mensagens, para ver qual modelo possui uma taxa de abertura maior.

 

Algumas das melhores ferramentas de automação são:

 

 

Ferramentas De Redes Sociais

 

Utilizar ferramentas de redes sociais são importantes para que uma estratégia de marketing digital dê certo.

 

As ferramentas permitem fazer agendamentos de posts e acompanhamento do engajamento com métricas.

 

Para otimizar o seu tempo, utilizar ferramentes de redes sociais é uma ótima ideia, algumas das melhores ferramentas são:

 

 

Ferramenta De Gestão De Projetos

 

No marketing digital, existem diversas áreas que precisam ser implementadas, por mais que você trabalhe sozinho ou em equipe, é muito importante ter uma ferramenta de gestão de projetos para que nada caia no esquecimento e a sua estratégia fique faltando coisas.

 

Com uma ferramenta de gestão de projeto, você poderá coordenar tarefas, objetivos e cronogramas para que tudo siga como planejado.

 

As melhores ferramentas são:

 

 

Onde Aprender Marketing Digital?

 

Para se tornar um especialista no marketing digital, existem diversas opções, uma delas você não precisa nem sair de casa.

 

Vejamos as melhores opções.

 

Faculdade

 

Para se tronar um tecnólogo em marketing digital, são dois anos, o bacharelado é quatro anos, tendo a possibilidade de ser feito a distância ou presencial.

 

O conteúdo na faculdade é mais extenso, logo, mais aprofundado.

 

Sebrae

 

O Sebrae é um apoio às micro e pequenas empresas, existem diversos cursos de qualidade, eles podem ser feitos tanto online quanto presencial. Uma boa parte deles são de graça.

 

Entrando no site do Sebrae, você encontra diversas opções de cursos relacionados ao marketing digital com durações e preços diferentes.

 

Além dos cursos disponíveis, o Sebrae também oferece e-books e outros materiais de conteúdos que valem a pena conhecer.

 

Cursos Online

 

Se você não tem muito tempo disponível e também dinheiro para fazer uma faculdade de marketing digital, você pode começar rapidamente com cursos online.

 

Atualmente, existem diversos materiais de qualidade de marketing digital, mas já adianto, procurar conteúdos e na maioria das vezes em sites diferentes, pode causar confusão em você, pois cada um tem um método de ensino.

 

Por isso, é recomendado que você escolha um curso e faça o que apenas um professor ensina.

 

Um dos melhores cursos que existe atualmente para quem quer iniciar no marketing digital é o Fórmula Negócio Online.

 

Conheça: Fórmula negócio online.

 

Mas, se você deseja montar uma agência do zero e quer ter resultados, recomendo que você dê uma olhada no curso Agência 10x da agência mestre.

 

Conclusão

 

Sei que o artigo ficou longo, mas, se você leu até aqui, creio que recebeu o guia definitivo sobre marketing digital.

 

Para quem trabalhar na internet, este pontos citados durante o artigo são essenciais para o sucesso.

 

Abaixo você vera os principais pontos de marketing digital passo a passo de novo.

 

Marketing Digital Online

 

  1. Inbound marketing;

  2. Marketing de conteúdo;

  3. Marketing em redes sociais;

  4. E-mail marketing;

  5. Otimização para mecanismos de busca (SEO);

  6. Marketing para mecanismos de busca (SEM);

  7. Marketing de afiliados;

  8. Gestão de leads;

  9. Automação;

  10. Otimização de conversão (CRO);

  11. Outras plataformas (Podcast, aplicativos e postagem de conteúdos em blogs de parceiros);

  12. Publicação de conteúdos em blogs e sites de terceiros.

 

Bom, espero que esse guia definitivo tenha aberto a sua mente e te mostrado que o marketing digital não é apenas uma criação de um artigo, um anúncio no Google ads ou nas mídias sociais.

 

Para criar um negócio, é necessário utilizar algumas técnicas.

 

Antes de prosseguir, ficou com alguma dúvida ou tem alguma ideia para que possamos implementar no artigo mais ideias de marketing digital? Deixe seu comentário.

 

Perguntas Frequentes:

 

Qual a Definição De Marketing Digital?

 

A definição de marketing digital é: uma forma de se comunicar com possíveis compradores utilizando a internet, seguindo as tendências e evoluções tecnológicas.

 

Quais os Tipos De Marketing Digital?

 

Atualmente, existem diversos tipos de marketing digital, são eles: Marketing de conteúdo, inbound marketing, outbound marketing, SEO, anúncios patrocinados, e-mail marketing, CRO, etc.

 

Como Fazer Marketing Digital?

 

Para fazer um marketing de sucesso, é necessário que você siga esses passos: pesquisa, planejamento estratégico, produção, publicação, promoção, propagação, personalização e precisão.

 

O Que é Marketing Digital?

 

O marketing digital é um conjunto de técnicas e estratégias digitais que pessoas ou negócios usam para alcançar seus objetivos de marketing. Essas técnicas e táticas são utilizadas por meios de canais como mídia paga, e-mail, SEO, copywriting e o intuito principal é: conseguir clientes, desenvolver a marca e criar uma relação com público-alvo desejado.

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *